17 de agosto de 2014

20 de julho de 2014

Aceitação

 
Aceitação é o fluxo da vida.  O homem tal qual um catavento, ao aceitar a direção propícia do vento é direcionado pelo universo a fundir-se no éter divino, compreendendo não só os planos do Criador , sobretudo seu  misterioso e sublime amor. Deus jamais é rígido com o homem ,pois este já é consigo mesmo por meio da sua inflexibilidade em lidar com os vendavais da vida.
Em sentido contrário ao vento, o catavento não mostra sua mandala colorida ,e o homem sua face divina. 
Quando sentir que o vento não está a seu favor , mude o caminho, o olhar e todo seu ser , pois o vento jamais estará na direção errada.
Elza  Queiruja
www.somostodosborboletas.blogspot.com

12 de janeiro de 2014

Somos flores

     Somos semelhantes às flores: todas necessitam de luz , apesar de diferentes formas de pétalas e folhas, infinitas cores e genuínos perfumes. Enquanto algumas raízes estão fortemente presas ao chão, outras permanecem submersas em água e outras ainda mais ousadas, enrolam-se aos troncos, libertando suas flores esvoaçantes, lançando-se sobre muros, compondo os jardins de Deus.


14 de julho de 2013

Somos todos borboletas

... sai do casulo e voei alto , de tal maneira a não mais enxergar a casca deixada para trás , que outrora servia de morada .
Fui em busca de outros jardins e com o tempo descobri  o perfume das flores , o qual  eu procurava exalava de minhas asas , em sucessivos vôos  foi circulando pelas minhas células, feito seiva dançando  com a flor... intrínsecas experiências  originando minha silenciosa mutação.
Tornei-me uma essência de todas estas flores , visitadas por mim no imenso jardim da vida.
Já não sou mais um "eu"  aprisionado pelo eco do  ego, mas a ligação de sutis " eus" ...até a expansão do verdadeiro EU.
Somos todos borboletas...                                                                                                  
                                                                         
                          

13 de junho de 2012

Co-criadores



 O homem vem ao longo dos tempos materializando furacões, terremotos , tempestades,dores e sofrimentos, criando abismos entre ele e sua Alma ,  jarro de cura divina, cartilha do  retorno ao Pai.
O trabalho feito pelas mãos é energia de amor materializada.
È preciso cultivar uma planta, semeando o amor através de suas raízes.
Pintar cores ,as quais sejam sentidas,  conectando-se às  cores internas.
Criar, criar e criar a todo instante energias benéficas à humanidade .
São  pequeninas flores , e mais outras e outras, e muitas, espalhadas em lugares , nos quais, somente elas , presença da luz, tocarão os corações.
Nunca o homem esteve tão centrado onde tem de estar para aprender  suas lições,sejam elas quais forem.
Agora não há mais tempo para adiar o caminho ,seja ele para cima ou para baixo, não há mais laterais nas estradas conscienciais.
O coração é o guia.

25 de março de 2012

5 de fevereiro de 2012

Compaixão



Quero  ver  o homem além das vestes,
quero ver Deus além dele mesmo,
para vê-lo em todos e todos nele.

Que a lágrima derramada ,
seja orvalho no lótus da alma,
refrescando o coração.

Que a compaixão  nasça
feito sol da manhã,
irradiando seus raios de amor.

Que o sorriso  perfume o dia
como cheiro de terra
da chuva que passou.

Abençoado seja cada dia na Terra,
divina oportunidade de elevar-se
às outras esferas.


9 de outubro de 2011

Consciência cósmica

 Nos elevamos pouco acima de nossas cabeças... quando um céu infinito, de luz e amor nos espera.  

                    

28 de agosto de 2011

Aprendizado

  "A toda hora o universo nos envia em seus minutos uma lição, cabe a nós sermos alunos atentos desse aprendizado."

10 de julho de 2011

Busca


Era uma vez uma menina que enxergava tudo com brilho no olhar...
Quando cresceu ,   queria saber se o mundo era brilhante mesmo ou eram apenas seus olhos....
e  assim, saiu mundo afora.

************



 Ainda hoje , ela continua buscando a resposta...

7 de julho de 2011

Mar de possibilidades




                   Quem não sentiu saudade de alguém que não faz mais parte da nossa vida? 
                   Muitas vezes nos sentimos presos ao passado, momentos bons que poderiam ser como brisa saudosa a  balançar os cabelos , refrescando a alma, mas ao invés  disso,  recebemos essa lembrança como um vendaval, arrastando nosso corpo  e  nossa alma para longe de nós...
                Tudo tem o seu ciclo , como na natureza, e sendo parte dela , também passamos por essas transformações continuamente.
                Queremos  que o tempo volte, e ficamos estagnados, adormecidos em algum lugar dentro de nós;como que parados à beira mar, sentindo as ondas da  vida, indo e vindo, continuamos a segurar  aquela  concha que já não tem mais a sua pérola... e não vemos aos nossos pés  as outras trazidas pelas generosas águas; assim perdemos um mar de possibilidades .
                 Diariamente a vida nos presenteia com jóias preciosas escondidas em cada onda diária...
E você ? Já pegou as suas conchinhas na beira do mar hoje?
               

12 de junho de 2011

Somos Paz


Que a paz nos transforme em luz a cada dia,e que recebamos cada manhã como uma oportunidade de praticá-la.
É através da paz interior  em nossos pensamentos, espelhos do cotidiano,que travamos grandes batalhas ou conquistamos pacíficas vitórias.
Sentimos nossa  tarefa gigantesca pesando sobre os ombros, causando-nos angústias, medos, e
dores , arrastando-nos em ventanias que diminuem a chama de nossa luz .
Procuramos por nomes,formas, conceitos, quando na verdade o Divino manifesta suas cores,seu perfume, seu amor e sua luz, em variadas molduras, delicadas flores,  infinitos corpos e inimagináveis sóis do universo.
Tornemo-nos livres  para o " não pensar "  no que os outros pensam ou não.
Concentremo-nos no coração , mestre da alma,  perguntando a Ele o que viemos fazer ,  e em cada
pulsar  Ele nos responderá .
Não existe fórmula mágica para a paz, assim como a respiração , a busca pela paz ,deve ser um ato contínuo.

Visualizemos  uma linda e perfumada flor...com suas pétalas brancas,  frescas e orvalhadas sobre o coração ....

Que o fardo pesado o qual julgamos carregar torne-se tão suave quanto cada pétala, para que
caminhemos perfumados , feito a branca flor, irradiando paz.

8 de junho de 2011

Somos Luz




Ser luz em cada oportunidade do dia... assim como o sol que reflete seu brilho até no pequeno
estilhaço de vidro ao chão.
A luz  está em um olhar, um sorriso, um gesto , uma palavra ,um pensamento sem nada de julgamento,é o amor sem muito querer  , apenas Ser... e  estar conectado ao seu Sol interno,  seguindo a direção dos seus raios.

22 de maio de 2011

Prece pela Terra


Pai nosso que estais no céu...
e na Terra também,
derramais vossa luz,  feito gotas d'água ,
sobre todos os oceanos do planeta e dos homens ,
inundando-os com vosso amor.

Santificado seja o Vosso nome ...
em diversas línguas , 
pergaminhos do tempo do nosso Espírito.


Venha a nós o vosso Reino...
e que caminhemos dia a dia ao Vosso encontro;
é certo que já estais de braços abertos,
quanto a nós ,ainda relutamos em
abrir apenas as mãos.


Seja feita a vossa vontade...
que é alheia à nossa ,
por "esquecermos " a nossa verdade,
não comprendemos a Vossa.


Assim na terra como céu ...
Que nesse momento,as estrelas de vosso céu
caiam feito flores de outono,
iluminando  e florindo
a pequena criança Terra.

15 de maio de 2011

Exercício da vida.

 



 Não espere  para retornar esquecido,
esqueça o passado enquanto é tempo,
e a lembrança fluirá no sábio vento,
guarde apenas o perfume do vivido.

Perdoe,  deixe o passado passar ,
para que flores abram caminho
e no coração um novo ninho,
e o  amor possa germinar.

A vida é um imenso instante,
feita de pensamentos reluzentes, 
abra  esse genuíno presente ,
como um precioso diamante.

8 de maio de 2011

Mãe




Flor  genuína do jardim de Deus,
torna-te mais bela  quando gera os seus.

És  sol, és lua , és poesia
és luz nos meus dias.

De tua semente , floresci
no teu amor cresci.

Mãe  , metade de Deus na terra .

Elza Queiruja

Homenagem a minha mãe e às "muitas" mães do mundo.

1 de maio de 2011

Abra seu coração





         Nosso coração é uma janela da nossa alma, através dele vemos , e somos vistos.
Sentimos o mundo e somos sentidos.
Às vezes fechamos esta janela ,  contentando-nos  apenas com os poucos raios de sol que chegam   pelas frechas , quando poderíamos recebê-lo por inteiro.
Abramos nossas pequenas janelas  para que a luz do Grande Sol entre e seque as chuvas da noite passada, então as pequenas flores em solo arado e fértil despontarão em uma perfumada e colorida tela da  alma.


 

24 de abril de 2011

Nossos passos


Quando uma criança começa a dar os primeiros passinhos, sente-se segura ao ver seus pais  segurando-a pelas mãozinhas, guiando-a. Ao perceberem sua  vontade de ir mais longe, distanciam-se para que ela vá onde estão , despertando a segurança em si , e de braços abertos  a esperam  para a festa das descobertas diárias.
Deus , amoroso Pai, também usa dessa simples  metodologia, às vezes se afasta sabiamente para que demos passos maiores ,mas está ali , vigiando-nos a cada novo caminho , esperando-nos  sempre com seus braços eternos.
                Meditemos no amor do Mestre Jesus e todos os dias serão de Pázcoa ...

14 de abril de 2011

Flor ou borboleta

     

              Há momentos  em que somos como as borboletas ,  voando ao encontro do perfume das flores...em outros somos as flores convidativas esperando as borboletas.
      O que importa é o encontro da vida ,  na imensidão do jardim , que cabe na palma da mão do
Amoroso Jardineiro... que sopra o  vento  para que a borboleta voe na direção certa da flor,
pois sabe dos vendavais que arrastam a  alma para longe de seu destino.

10 de abril de 2011

Manhã de outono

              

               Muitas vezes sentimo-nos presos à alguma lembrança do passado.
Libertemo-nos , ao perceber  que tal  momento  foi apenas uma manhã de outono entre as infinitas estações da alma.
               Cada dia taz consigo não somente o sol ou a chuva , mas a sabedoria da natureza a ensinar-nos que esses estados naturais também estão internamente .
Há alegria em caminharmos ao sol, festejando a vida a cada passo ... mas também na chuva que leva-nos ao iluminado recolhimento , para que refletindo sobre nossos caminhos ... enxerguemos o divino arco-íris da alma , escondido sob as nuvens do ego.
            

27 de março de 2011

Como uma onda


Deixe de pedir a todo instante que o outro mude .
Mude você!
Mude sua forma de ver, de sentir e de expressar sua auto imagem  ao mundo.
Não pense que seu caminho mudará o caminho do outro... mas ele pode escolher partilhar essa estrada também.
Assim como o mar  que vem em pequenas ondas, para mais ao fundo abrir-se em maiores, não imponha a força de suas idéias e ideais, mas deixe que flua , refrescando tudo à sua volta, deixando
que o outro "escolha " mergulhar em suas águas ou apenas caminhar à beira-mar.
Seja convidativo em cada onda do seu viver , tendo a certeza que dessa maneira , alcançará a plenitude em sua vida, como o mar que é feliz mesmo sozinho na dança de suas águas.

22 de março de 2011

13 de março de 2011

Desabrochar da alma

               
 Quando o invisível de transforma , 
                 o visível toma nova forma.
        

11 de março de 2011

Pai
Queria  que a minha lágrima hoje derramada,
se petrificasse ,
feito o forte e preciso grafite do lápis,
para escrever as palavras certas ,
que aos corações consolassem,
e  consciências despertassem.
Queria que a minha lágrima se dissolvesse
nesse mar de dor ,
e assim devolvesse
em ondas de luz,
milhões de pétalas de amor.


8 de março de 2011

Mulher

                                      Somos todas borboletas...


6 de março de 2011

Enxergando mais além


Olhamos o casulo imóvel e indiferente à vida, desconhecemos que lá dentro
está acontecendo uma explosão de cores....formando um novo ser.

Assim, algumas situações em nossas vidas também passam por transformações silenciosas, porém intensas, contempladas pelo olhar amoroso do Grande Jardineiro.

3 de março de 2011

A Dança da Vida


Somos dançarinos na eternidade dos nossos renascimentos;
na grandeza das possibilidades de reviver  novos momentos.
Mudamos de corpos, nomes, cenários e estações.
Movimentos dentro do nosso universo interno ,
nos colocam a rodopiar na dança de muitas vidas,
caindo os diversos véus do nosso ego, mostraremos a alma cristalina .
Abençoada  seja cada oportunidade dada pelo Grande Criador e também "Dançarino"; porque não?! :
de levar-nos pelas cantigas de roda da vida.
Alegria !






27 de fevereiro de 2011

Lição da Grande Árvore

                 

         Um dia desses caminhando pela praia , vi crianças saudáveis e felizes, brincando ...
 ternamente pensei :" O mundo é perfeito! "
Caminhando mais a frente vi outras crianças ,porém ,famintas , brincando com restos de lixo que originavam não só seus brinquedos , mas seu alimento também...tristemente pensei :"O mundo não é perfeito!"
" Que contradição ..."
Olhei aos céus e perguntei ao Pai o que estava certo ou errado em tudo isso.  Neste momento meu olhar
derramou-se na  árvore que servia-me de sombra naquele fim de tarde...
Olhando a grande árvore  , em alguns  galhos despontavam frutos , flores e doces aromas... em outros  apenas a semente ainda verde .. em outros mais ,somente o galho seco com folhas caidas , esperando a luz solar e o orvalho  refrescante para brotar a promessa  vital que carregava.
Percebi que  ao olhar a árvore galho a galho ,pequenos contrastes , tornavam-na feia , mas olhando-a por inteiro , tornava-se  bela , pois, ali, acontecia um milhão de possibilidades de nascimentos e renascimentos, cada galho cumprindo o seu ciclo natural  e nem mesmo aquelas folhas caídas ao chão  desligariam-se da grande árvore, servindo de adubo ou carregadas ao vento levariam sua seiva a outras terras.
Aprendi  que a humanidade também é uma grande árvore ...Nada passa despercebido da  imensa  e Divina Raiz que a sustenta.
Deus usa sua criação  para confundir nossa razão, esclarecendo somente o coração.

20 de fevereiro de 2011

Deixe chover...


Quando sentir vontade de chorar , deixe as lágrimas caírem  , orvalhando as flores da alma, refrescando o calor de emoções causadoras do desequilibrio em  nosso universo interno.
Cada lágrima tem sua história e sua finalidade,assim como a chuva  que em excesso deixa de beneficiar , perceba  que o "permitir " chorar ,deixa-nos mais leves, limpando nossas lentes internas , possibilitando-nos enxergar o sol que nasce amorosamente , desabrochando o sorriso semeado em nosso ser pelo Grande Jardineiro.
 Sejamos como a sábia natureza , que após  banhar-se nas águas, perfuma tudo a volta com aquele gostoso cheirinho de terra... que saíbamos exalar nossa gratidão aos Céus.

15 de fevereiro de 2011

Aprendendo com o mar II

Às vezes é preciso uma grande onda do mar que retire o limo restante  sobre a concha , permitindo que a  pérola mostre-se à vida ....

Que a sabedoria que cada dia traz, feito ondas... ajude-nos a abrir nossos corações para que a luminosidade da alma se manifeste.

10 de fevereiro de 2011

Enxergando além dos sentidos...





Ficamos ofendidos , devido a estarmos com os olhos vendados pela ignorância e
" inconsciência" espiritual .
Quando começamos a retirá-las , descobrimos que o bater de asas  que nos assustava ,era apenas uma revoada de coloridas borboletas  impulsionando-nos a caminhar."

4 de fevereiro de 2011

Tempo certo.



                A borboleta ao sair de seu casulo, percebe que algumas de suas irmãs, ainda estão
lagarteando, outras transformando-se...então, pousa tristemente suas asas , queria voar com todas juntas; percebe que nada poder fazer; resta somente esperar a mão da mãe natureza , embalando a todas na canção do tempo.
Não pode retornar ao casulo pelas outras, então voa feliz na certeza que estas a alcançarão.

                                                   ......................................................
             Aprendamos com a lição de cada  momento... até o dia em que rompendo  sucessivos casulos , voaremos todos juntos rumo às estrelas.

23 de janeiro de 2011

Confiança


Aquieta teu coração, em meio às buscas do teu caminho...
Saiba que assim como as pétalas de uma flor encontram-se sabiamente
feito mandalas... assim o será ... tua vida florescendo  entre as mãos
do grande e sábio Jardineiro.

16 de janeiro de 2011

Somos todos um

Eu sou a lágrima caída dos rios que choram nas grandes inundações;
Eu sou a flor que não germinou , quando a seca mão do homem me tocou;
Eu sou a seiva perdida no tronco da árvore abatida;
Eu sou o animal mutilado pelo disparo da ignorância do homem malvado ,
Eu sou o vulcão que regurgita os passos doentes da humanidade ;
Eu sou o homem perdido dentro do seu labirinto de poder , sem nada poder fazer;
Eu sou uma Mãe que carrega em seu grande ventre a Terra ...

11 de janeiro de 2011

Sentir...



Há  momentos que apenas sinto o vento abraçar meus cabelos... sinto o cheiro da chuva ... e as  cores do céu.. o toque da terra sob meus pés fertilizando minha alma , a crescer forte ...
E ainda assim, sem palavras ... encontro poesia .. a mais genuína... aquela que acontece entre o fechar e abrir dos meus olhos...
As palavras tomam forma quando , feito borboletas ,escapam do casulo do meu ser... transformando em jardins a branca folha de papel.

2 de janeiro de 2011

Seguindo como um rio...

           



Um rio caminha por entre as pedras que suas águas encontram, quase desaparece em alguns atalhos , envolvendo-se entre  flores e galhos , mas derrama-se livre  novamente  em seu doce percurso .
Tenhamos a consciência de que nossa alma passará por entre as pedras do caminho  sem perder sua forma divina e cristalina, originária do Grande Oceano...

17 de dezembro de 2010

Transformação

  

As dificuldades são nada mais que contrações de um parto Divino para nascermos melhores
a cada estação... assim como o casulo que expele a  feia lagarta em colorida borboleta:

no começo ela não quer sair do cômodo e aconchegante  casulo ... se contorce ... mas ao sentir a vida pulsando
em cada cor que desabrocha, já não quer mais ficar...seu destino agora é voar...                                                                           *****

Atravessando portas ... abrindo janelas... percorrendo o caminho no ritmo da canção dos nossos passos...
Não nos preocupemos onde dará nosso caminho; sejamos como a borboleta , voando livre , leve,
linda,apenas sentindo o perfume das flores ... e nesse namoro de cores e aromas , acontece a vida.

5 de dezembro de 2010

SER ... leve

Deixe fluir ... leveza em cada atitude, sem pressa ,
mas, precisão no passo.
Preocupe-se menos com o futuro sobre o alto da montanha ,
e sinta mais, a grama do jardim sob seus  pés,
envolvendo-se nesse verde de luz e frescor,
assim feito delicada flor , 
sinta-se parte desse jardim divino,
através do perfume do " agora".
          


22 de novembro de 2010

Aprendendo


 PAI


Agradeço a oportunidade do erro , pois
é a ponte que leva ao acerto.
È tua mão alfabetizadora e amorosa,
segurando a minha,
ensinando-me a escrever minha história:
Cada dia dou-me o direito de errar,
mas também o dever de acertar.



11 de novembro de 2010

Janelas

  

Pedimos e pedimos... incessante e diariamente , sem abrir as janelas de nossa alma.
Quando decidimos abrí-las, descobrimos que as flores sempre estiveram debaixo dela,
esperando-nos para compor a cena , em que éramos os principais atores.

E você ? Já abriu sua janela hoje? Suas flores estão ai fora , esperando por você...

28 de outubro de 2010

Portas



Há muitas portas em nossa alma, as quais, temos receio de abrí-las , não por medo da iluminada e ameaçadora brecha  , despindo o lado de fora,mas pelo que podemos enxergar do lado de dentro sob essa luz... nossas dores e caminhos perdidos em muitas que nos fecharam ; mais ainda , aquelas que deixamos de abrir,quando nelas bateram ...
Se ainda há alguma porta fechada , onde mora uma emoção , deixemos que  luz divina entre , feito sol , higienizando o mofo dos sonhos e perfumando o ambiente da fé ...
O que antes eram portas fechadas e sombrias, será um jardim aberto e iluminado , para que nossas asas floresçam .

24 de outubro de 2010

Dentro do casulo

 

   A borboleta  debate-se  no casulo  , ora vê pelas frestas o chão e entedia-se, ora revolta-se com a escuridão que aperta seu ser , ora alegra-se com as  estrelas que mira, assim alterna seus estados internos , baseados  no que vê, na ilusão do seu pequeno mundo.
Quando sai  do casulo descobre que o chão servia de sustento para a árvore que a acolheu e o céu que mirava era luz para que suas asas florescessem...
Assim agradece a Deus , ao descobrir que dia e noite se alternam, trazendo equilíbrio à Terra;
e diante da visão que escolhia , metaforizando alegria e tristeza.

Somos eternos ,e  mais que nosso aprendizado , a eternidade ,é nosso caminho rumo às estrelas que miramos de dentro de nosso casulo.

21 de outubro de 2010

Aprendendo a voar cada dia...



   Quando machucamos nossas asas em algum voo... ficamos quietinhos, aceitando nossas limitações,  escutando nossa alma e aprendendo com nossas dores.
 Ao retomarmos nossa rota  , descobrimos que nossas asas tornaram-se mais belas e coloridas,assim como as flores após a providencial poda para que florescessem mais fortes.
Assim é a vida, cada estação tem a Divina Intenção .
Aprendamos com as muitas estações pelas quais passamos na grande trajetória que nosso ser percorre ao longo de nossas encarnações.

20 de outubro de 2010

Alcançando as estrelas






   Não alcanço as estrelas , mas meus pequeninos pés caminham sobre a sombra que o seu brilho reflete no chão que piso...
 A intenção de alcançá-las um dia ,  fortalece meus braços e descalça meus pés.

17 de outubro de 2010

Caminhando II



 À medida do nosso caminhar , deixamos as pesadas botas
que nos protegem do árido e pedegroso caminho,
nosso passo fica mais leve ,  nos libertamos de atalhos, criados
pelo nossos  pequenos pés;
encontramos o caminho de grama orvalhada ;
já descalços ,caminhamos rumo ao jardim florido ;
agora , caminhante e caminho são um só,
perfumados e perfumando .




 


Caminhando




Às vezes é preciso um passo somente ...
um gesto que mude o presente,
um sorriso que enxuge as lágrimas do passado;
e voando pelos sonhos em um cavalo alado,
construímos o futuro em pequenos passos.